quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

A VOLTA DA MUSICA ÀS ESCOLAS

O Exmo Senhor Luis Inácio Lula da Silva, Presidente do Brasil,. assinou a lei que trará de volta as aulas de Musica às escolas. Mas vetou o artigo que diz que o professor de musica deverá ser pessoa especializada em Musica. Com certeza é porque ele deve saber cantas Asa Branca e nunca estudou Musica, deve pensar que não será preciso ter estudado musica para dar essas aulas.
Pois eu acho que assim como os advogados devem fazer o exame na OAB para poderem advogar, também será necessário haver um exame para ver se os “ditos professores de Musica” estão capacitados para dar essas aulas.
Porque digo isto? Pela minha experiência em dar aulas de Musica na Faculdade “Marcelo Tupinambá” há cera de 30 anos passados.
Vou começar pelas aulas que recebi como aluna na Faculdade Paulista que ficava no Tatuapé. Quando eu fiquei sabendo que a Música tinha sido agregada no Programa “Educação Artística”, resolvi cursar a Faculdade.Tinha então 50 anos.No dia no qual teríamos exame de Harmonia Funcional, uma das colega formou um grupo de trabalho me incluindo nesse grupo. Na hora ninguém sabia fazer e eu analisei os acordes que tinham sido dados pelo professor, em 10 minutos. Como ficassem preocupados com a nota, não acreditando que eu fizesse tão depressa, respondi que eu não estava preocupada com o canudo e sim em aprender.Eu lhes respondi”; é 0 ou 10.”.O nosso grupo teve 10 e o professor veio falar comigo que, apesar de ser um grupo ignorante, preguiçoso, todos os participantes estavam com 10!!
Bem, passemos às aulas que dei na Faculdade citada acima. Eu dava aulas para duas turmas. No exame do meio do ano avisei os alunos que não deixaria colar. Houve alunas que choraram de cair lágrimas pela face! No exame de flauta, como eram muitos alunos, fiz a prova em conjunto e ficava observando a posição das mãos e percebia que o aluno que não sabia tocar, não soprava e assim não fazia o som errado, mas então eu mandava esse tocar sozinho. A turma da noite, acabando o exame, foi falar ao dono da Faculdade” ou ela ou nós”e fui despedida dessa turma na mesma hora.A turma da manhã teve notas de 2 a 10 mas ficou comigo até o fim do ano e aprendeu a tocar flauta e acordes nos xilofones para poder ensinar as crianças a acompanhar usando Harmonia. Para fechar este artigo quero lhes falar;.assistindo a um documentário que passou no Historic Chanel sobre a Rússia quando o comunismo foi instaurado, dois grandes compositores russos que hoje são admirados no mundo todo foram fiscalizados e boicotados pelo governo de então e soube que o ministro da Cultura nesse tempo era metalúrgico.

Um comentário:

noemia chagas disse...

Pelo o que entendi o aluno, ou alguns alunos fingiam que tocavam...pois é, esse é o nosso país, o cara finge que faz e a gente finge que acredita. É a famigerada lei do gerson. Algumas instituições de ensino visam somente lucro e o aluno ruim manda e é esse cara que vai dar dar aula? É, ou seja, não vai ensinar nada. Este é o país do faz de conta.
Tudo bem, nem mesmo Jesus quando por aqui esteve não agradou todo mundo - haja visto o que fizeram com Ele, contudo, minha querida prima, sua missão foi cumprida: uma, pela familia que voce constituiu e outra, pelo seu talento e trabalho que realizou.
Embora, hoje, a tecnologia está muito avançada, o que vemos é uma involução dos valores morais, eticos e etc...
De qualquer modo, parabens pela luta, porque ela não foi em vão.
bjs
Noemia Duarte Chagas