quinta-feira, 30 de maio de 2013

ALUNA DO PROFESSOR AGOSTINO CANTU

                           ALUNA DO PROFESSOR AGOSTINO CANTU

    Comecei a estudar piano, quando tinha onze anos, com esse professor que tinha vindo da Itália,convidado a lecionar no Conservatório Dramático e Musical de S.Paulo.Como eu era miúda e magra ele comentou com meu pai ,achando que eu não conseguiria estudar piano ,porque achava que eu era muito fraca.Então meu pai sabendo que eu adorava comer ovos fritos (ainda adoro )toda manhã fritava um ovo com bastante manteiga, pra mim e eu comia com um pão que media bem uns 25 centímetros e custava quatrocentos reis (a moeda daquele tempo) e depois tomava o meu café com leite.
      Eu estudava com ele com aulas particulares indo na sua casa, e pagando um preço muito alto; imagine só, era um terço do que pagávamos de aluguel da casa onde morávamos. Meu pai, eu e minhas irmãs combinamos dizer á nossa mãe que era a metade, mesmo assim ela achou que era muito dinheiro para só uma filha.
      A casa de meu professor tinha um salão para as audições, onde cabiam mais ou menos duzentas pessoas sentadas. Nesse salão, em um tablado, havia um órgão de tubos e dois pianos de cauda inteira.
      As audições sempre começavam com o professor tocando uma peça no órgão e uma aluna num dos pianos. Depois outros alunos tocavam peças a quatro mãos em dois pianos e uma aluna tocava sozinha.Era a solista do mês.Sempre terminava com quatro alunos tocando peças à oito mãos.
     Também ele sempre convidava alguma cantora ou musico de outro instrumento para também tocar e muitas vezes era algum artista que estava de passagem por S.Paulo
      No primeiro ano em que estudei com ele dei aulas para uma prima que tambem tocava piano e o resultado foi tão bem que outra prima veio me perguntar se eu estava ensinado-a,porque viu os resultados muito bons.Assim, a primeira vez que dei aulas tinha apenas onze anos.
    Nessa ocasião caiu na minha mão o 2º concerto em La Maior de Liszt.Eu estudei e toquei acompanhada por um colega que tocava a parte da orquestra em um 2º piano.Ai aconteceu uma coisa muito interessante muitos colegas resolveram tocar concertos para piano de diversos compositores.Meu professor então ,pediu que eu tocasse a parte da orquestra;assim toquei inúmeros concertos acompanhando colegas  e ele me chamava de “minha orquestra “Acompanhei entre outros;Concertos de Beethoven,Mendelsson,Liszt,Chopin,Arenski.et



4 comentários:

I.A. disse...

Profª Walkyria, adoro seu blog! Feliz de ver postagem nova por aqui, continue atualizando! Mesmo sem te conhecer, seus posts me incentivam muito a continuar estudando, me fazem ver que empecilhos existem só na nossa cabeça e só se a gente deixar. Sobre os concertos: é aquela coisa da sintonia. Às vezes o simples fato de começarmos algo no nosso cantinho desperta uma energia no universo que move mais pessoas em direção a isso. Beijão e fica com Deus! ~ Israel Antonio ~

Luciana Izabel disse...

Eu sempre a via nos almoços da Bovinos,,,mas nunca imaginei que aquela senhorinha fosse uma artista,,, pianista,,, e não é que a uma semana conversei e me encantei com ela. Em pouco tempo e palavras, me ensinou muito de musicalidade e de vida,,,um exemplo a ser seguido,,,uma vida de musica e poesia se mostrando em 89 anos de beleza e encantamento,,muito obrigada por ter me dado o prazer de conhece-la, abraça-la e ouvi-la...
Sou Luciana,,aquela que sentou ao seu lado e contou que estudava em um piano de papel,,,

Caio G disse...

Tenho 21 anos e sempre achei o som do piano lindo, meus pais nunca puderam me colocar em aulas de piano pois somos 4 irmãos e vivíamos com o orçamento apertado, agora que eles podem, comecei a procurar pianos acústicos para comprar, o problema agora é que não existem pessoas que ensinem piano em Teresina. Enfim, gostei de ler o seu blog, sua história é linda, me inspira a continuar tentando aprender a tocar.

Ivete Lanzieri disse...

Fiquei emocionada ao conhecer esse blog! É muito bom e importante ouvir pessoas experientes. Toco piano e amo intensamente tocar e compor. Sou professora de musicalização infantil. Fico muito triste ao ver o fraco gosto musical das pessoas hoje em dia... E sinto que meu papel como educadora é mostrar a elas o universo musical que a mídia as impede de conhecer.